Open Source: personalizar o Public Cloud

Ecossistema do Public Cloud

Open Source: personalizar o Public Cloud

GitHub é uma plataforma colaborativa e de alojamento de código, e é utilizada por 1,8 milhões de organizações, contando com a contribuição de mais de 36 milhões de programadores. A inovação e a criatividade no centro das comunidades como esta viu a adoção do open source crescer rapidamente. 

De facto, algumas das maiores empresas do mundo utilizam aspetos de projetos open source e também criam elas próprias os seus códigos abertos. Por exemplo, a Netflix partilhou a sua plataforma de gestão de containers em 2018 (Titus) com o resto da comunidade. O método open source para criar softwares já é uma tendência dominante, e alguns dos principais intervenientes deixaram de guardar o seu código a sete chaves. Será que o open source ganhou a batalha?

As vantagens do Public Cloud

Uma ameaça para o open source

No mercado da cloud, a relação entre a cloud e o open source é um pouco mais complicada e pode originar abusos. Por exemplo, alguns dos maiores intervenientes foram severamente criticados por terem utilizado o código original para desenvolver as suas próprias versões de ferramentas, e sem contribuírem para a comunidade open source.

Consequentemente, as comunidades open source que desenvolveram o código original são obrigadas a ver o seu conceito utilizado para fins comerciais - muitas vezes, contra a sua vontade -, perdendo assim potenciais utilizadores. Em casos extremos, isto pode mesmo levar os gigantes do setor a lutarem contra os criadores para terem controlo sobre um determinado software, desafiando assim o espírito original do open source e criando um “vendor lock-in” onde os clientes são forçados a usar as suas soluções, e apenas suas soluções.

Estas táticas agressivas são difíceis de controlar, pois nada daquilo que estas organizações fazem é ilegal de um ponto de vista técnico devido à ausência de licenças robustas e em conformidade com as normas da indústria para os softwares open source.

Embora supostamente existam organizações como a Open Source Initiative (OSI) para esse efeito, o seu sistema de licenças atual não protege em nada os criadores dos softwares open source que não querem que o seu trabalho seja cooptado e revendido “as a service”.

 

Uma filosofia open source diferente

Uma filosofia open source diferente

No entanto, existe uma abordagem alternativa ao open source... Uma abordagem na qual os fornecedores cloud se comprometem com os conceitos open source de interoperabilidade e de reversibilidade para oferecer uma estratégia verdadeiramente “no-lock-in”.

Na verdade, toda a gente quer inovar e crescer, mas isto só pode acontecer rapidamente e sem custos se os programadores forem capazes de passar facilmente de uma framework para outra e adotar uma abordagem híbrida da cloud.

Ao aplicar uma estratégia de cloud, é muito provável que as suas aplicações se adequem a várias abordagens. Determinadas cargas de trabalho podem ser perfeitamente adaptadas a um fornecedor cloud público específico, enquanto que outras podem ficar melhor alojadas internamente ou noutro fornecedor. De qualquer forma, à medida que investe mais no seu projeto e que passa para uma maior escala, uma abordagem mono-cloud pode ser particularmente perigosa. Quanto mais dados colocar na infraestrutura de propriedade de um gigante da cloud, mais difícil será extraí-los novamente caso precise de migrar.

A OVHcloud oferece um Public Cloud alternativo... e aberto!

Onde é que a OVHcloud encaixa nesta filosofia?

O nosso Public Cloud suportado pela OpenStack é um perfeito exemplo da nossa visão e do nosso investimento na tecnologia open source. Desde 2012, a OVHcloud tem construído a plataforma 100% open source da OpenStack e tem-se esforçado constantemente para oferecer um Public Cloud totalmente reversível e interoperável, assim como muitos outros serviços. 

Descubra as nossas ofertas de Public Cloud

Descubra as nossas ofertas de Public Cloud aqui e agora

Reversível

A reversibilidade na cloud implica a capacidade de exportar, mover ou obter dados. Depois de desenvolver várias aplicações com um fornecedor, como fazer para migrar? Na OVHcloud , isto é acessível e simples a nível técnico, uma vez que aceitamos vários formatos de discos virtuais e temos a capacidade de exportar funcionalidades onde os dados estão armazenados. Além disso, para expandir o conceito de reversibilidade, decidimos não cobrar o tráfego do Public Cloud, pois compreendemos que o custo do tráfego de entrada e de saída poderia ser um obstáculo para mover dados para dentro ou fora de qualquer cloud. Assim, só serão cobrados a largura de banda dos serviços APAC, o armazenamento de objetos e o armazenamento de arquivos.

Interoperável

A interoperabilidade é sobretudo um tópico técnico que diz respeito à compatibilidade das ferramentas e das API. O Public Cloud baseia-se na plataforma da OpenStack, pelo que todas as ferramentas, costumes e scripts existentes da OpenStack são totalmente compatíveis. A OVHcloud utiliza e suporta as API da OpenStack, garantindo assim que os seus ambientes cloud conseguem operar sem problemas em modo híbrido entre o Public Cloud da OVHcloud e outros fornecedores cloud.

De facto, com normas abertas em geral, a capacidade híbrida deixou de ser um desafio. Isto é um verdadeiro bónus se, por exemplo, pretender alojar cargas de trabalho num fornecedor PaaS, como o AWS, e incluir a OVHcloud se precisar de um melhor controlo do seu orçamento. Para isso, o nosso Public Cloud usa um modelo de pagamento ao uso, que permite uma faturação acessível, previsível e sem surpresas, e que lhe permitirá controlar o seu orçamento de forma adequada.

A OVHcloud continua a inovar no open source

Importa também sublinhar que não só somos os utilizadores mais importantes do OpenStack, como também nunca deixámos de transformar e inovar nesta tecnologia. Enquanto uma das maiores implementações Public Cloud da OpenStack, a nossa maior contribuição é a nossa experiência exaustiva em operar em OpenStack à escala. Fornecemos feedback sobre assuntos críticos, contribuímos com códigos e recursos e ficamos o mais próximo possível do código upstream.

O envolvimento da OVHcloud na comunidade da OpenStack desde 2014 demonstrou que a colaboração aberta resulta, e aguardamos com expectativa o seu sucesso à medida que se expandem pela região APAC. 

Mark Collier, COO na OpenStack Foundation

Por exemplo, quando a nossa solução Public Cloud começou a ser lançada, identificando problemas a nível da rede em 2014, eliminámos o nó da rede no fluxo de rede norte e sul e aperfeiçoámos a fiabilidade da rede. Da mesma forma, integrámos a nossa própria solução vRack como apoio para Neutron. Isto permite que os utilizadores interliguem e criem infraestruturas híbridas privadas a nível global e em vários datacenters. Além disso, também fizemos várias contribuições para os módulos puppet da OpenStack, para uma implementação mais eficiente e industrializada na nossa infraestrutura global. O vasto âmbito desta abordagem encontra-se perfeitamente demonstrado pelas infraestruturas sofisticadas e personalizadas que o MDDV cria para os seus clientes através das soluções da OVH, e a plataforma de conteúdos global e escalável da Edinet, entre outros.

Mais recentemente, duplicámos a nossa utilização de OpenStack enquanto camada de abstração para oferecer ainda mais serviços como parte integrante do ecossistema do Public Cloud, incluindo o Kubernetes e, em breve, a base de dados enquanto serviço. De facto, em maio de 2019, recebemos com orgulho o prémio de inovação open source DCS pelo nosso serviço pronto a usar do Managed Kubernetes. Fiel ao espírito open source da Kubernetes, a oferta da OVHcloud baseia-se em normas abertas e totalmente compatíveis com o principal software de orquestração de containers. Por exemplo, permite que os clientes usem o módulo original da Kubernetes para o controlo de acessos (RBAC). De forma a melhorar o desempenho do serviço Kubernetes, adicionámos mais componentes de projetos OpenStack, como Ironic, para que o Kubernetes possa ser executado em bare metal sem camadas de virtualização.

Gestão de projetos Public Cloud

Manter a cloud aberta

Atualmente, a questão que se impõe já não é “porquê optar pelo open source?”, mas sim “como aderir ao open source?”. Embora alguns fornecedores possam optar por implementar adaptações de ferramentas open source e assim criar incompatibilidades e problemas de bloqueio, a OVHcloud está muito atenta a esse respeito, percebendo a importância de manter a cloud aberta.

ovh-loves-openstack

A chave do sucesso de uma empresa

Para garantir o sucesso da empresa, os utilizadores devem ter a liberdade de adotar uma abordagem multicloud, recrutando uma combinação de fornecedores cloud e associando os seus serviços cloud e locais. A história da OVHcloud com a OpenStack e o nosso Public Cloud é o exemplo perfeito do nosso compromisso contínuo para esta filosofia.